50 fatos sobre mim

Essa é uma tag relativamente antiga na internet, mas eu resolvi fazer assim mesmo pra inaugurar a nova seção do blog e vocês conhecerem um pouco mais da minha pessoa. Basicamente um review sobre mim mesmo, vai ter muito sobre games, óbvio, mas também muita coisa inusitada sobre mim.

1) Eu tenho Síndrome de Asperger, o grau mais leve do autismo cujos sintomas impactam diretamente na minha vida social e habilidade de me relacionar com outras pessoas.

2) Meu diagnóstico de SA só veio aos 18 anos, e até hoje eu não sei exatamente o que é sintoma e o que faz parte da minha personalidade.

3) Eu já sofri bullying na escola, eu sofri e não foi pouco, era muito difícil entender porque haviam pessoas te destratando por você ser diferente sem saber.

4) Apesar de pessoas próximas a mim me considerarem inteligente, minhas notas escolares eram um desastre, especialmente matemática, uma matéria que eu criei ódio da sétima série em diante.

5) Eu já tive uma queimadura de terceiro grau no peito com 7 anos de idade, por ter virado uma caneca de água fervendo em cima da pia pensando que estava fria. Foi a pior dor que senti na minha vida, por isso lembro até hoje.

6) Associado à SA eu também tenho Transtorno de Ansiedade, o que me condicionou a ser uma pessoa muito apressada e que prioriza muito a rapidez em tudo que eu faço, como forma de canalizar algumas crises.

7) Como eu já disse antes, meu primeiro video game foi um Mega Drive quando eu tinha 5 aninhos, e junto vinha Sonic 2 que eu amo até hoje.

8) Minha cor favorita é azul, muito por causa do vício em Sonic durante a infância, minha segunda cor favorita é verde porque…

9) Meu time de futebol de coração é o Palmeiras, embora eu não entenda muito de futebol é o time que cresci gostando, já visitei o Allianz Parque e tenho uma camiseta original.

10) Eu sou uma pessoa extremamente metódica, tudo pra mim tem que seguir um padrão, tem que ser exatamente como me foi dito para ser.

11) Meu primeiro emprego foi de forma informal em um lava-rápido em 2005, quando eu finalmente comecei a ganhar o meu próprio dinheiro.

12) O primeiro videogame que eu comprei com o meu próprio dinheiro foi o GameCube, após longos 4 anos juntando cada moeda que eu ganhava e mesmo com o Wii a meses do lançamento.

13) Eu já não tenho mais o GCN, mas os jogos, memory cards e controles eu mantive todos.

14) Em 2009 eu troquei de emprego e fui trabalhar em um grande hospital do ABC Paulista, e permaneço nele até hoje. Foi o começo da mudança da minha vida.

15) No mesmo ano eu comprei um Wii com ajuda da minha irmã, mas comecei vivendo de aluguel de jogos, quando ainda existiam locadoras na minha região.

16) Em 2010 eu escrevi, em um blog antiguinho, meu primeiro review, que foi do jogo Mario Strikers Charged.

17) Participando de um fórum sobre Zelda eu comecei a escrever mais reviews e peguei gosto pela coisa, querendo escrever mais e mais!

18) Em outubro de 2013, já com Wii U e jogos modernos pra jogar, eu decidi abrir este blog que você está lendo neste momento 🙂

19) Com o dinheiro que eu comecei a ganhar no meu novo emprego eu comecei a moldar meu estilo de vida tecnofílico e gamer.

20) Games são minha maior paixão, mas não a única, durante a minha infância até hoje eu desenvolvi o peculiar interesse por eletrodomésticos.

21) Além desses eu também sou apaixonado por picapes e carros off-road, assim como meu atual sonho de consumo é uma Fiat Toro.

22) A minha paixão por picapes e carros grandes se dá por influência dos meus tios, com quem eu conheci os mais diferentes tipos de carro.

23) Ironicamente, apesar de eu gostar de carros, eu não gosto de nenhum simulador realístico de corrida, eu culpo Mario Kart por me deixar mal acostumado a outros jogos de corrida.

24) Apesar da ironia anterior, eu lembro bem que meu primeiro jogo de corrida, ainda na infância com o Mega Drive, era Super Monaco GP II, um jogo de Fórmula 1 licenciado pelo Ayrton Senna, que já chegou a ser patrocinado pela Sega.

25) Entre minha infância e adolescência jogos de luta nunca me cativaram em nenhum aspecto por conta de eu achar que quase todos serem sobre esmagar trocentos botões e girar o direcional várias vezes, mas isso estava para mudar.

26) A primeira vez que eu tive contato com um Super Smash Bros. foi em 2002 em uma locadora com o recém-lançado GameCube e a elusiva capa de um jogo com Mario, Pikachu, Bowser e um rapaz com espada e roupas verdes se degladiando.

27) Sim, meu primeiro Smash foi o Melee, e como eu estava perdido naquele “jogo de luta do Mario” eu joguei igual eu jogava jogos de luta antes, apertanto trocentos botões e vendo o que acontece.

28) Um tempo depois eu vi que tinha o mesmo jogo no N64, aluguei pra jogar no console do meu irmão, e com mais tempo para conhecer o jogo e saber seu funcionamento, foi quando a diversão começou de verdade.

29) Em 2006, quando Super Smash Bros. Brawl foi anunciado, aquela fora a primeira vez que eu fiquei na expectativa pelo lançamento de um jogo novo, até então eu nunca aguardava tanto assim por um jogo de videogame.

30) Em meio a toda essa criação de hype foi também a época em que eu comecei a me aproximar da comunidade competitiva e descobrir que torneios de Smash Bros. eram uma realidade.

31) Sou eternamente grato a comunidade de Smash competitivo e seus torneios por me ensinarem a usar o transporte público paulistano, isso porque…

32) Meu primeiro campeonato foi em setembro de 2007 em uma loja de games no Tatuapé, zona leste da Cidade de São Paulo, fui de trólebus e metrô com orientações pegadas na internet e anotadas num papel.

33) Na mesma época, munido de um GCN com Melee e dois controles, eu organizava campeonatinhos de Smash com meus amigos da vizinhança.

34) E eu também fiz bastante o mesmo com meus primos, embora com eles tenha sido mais Brawl e outros jogos do que Melee.

35) Eu gosto tanto de games que já organizei dois campeonatos com a família na minha casa, todo mundo entre meus tios e primos me conhecem como o nerd dos games da família.

36) Apesar de hoje eu sustentar sozinho essa paixão por games na família, a pessoa que mais me inspirou a ser fã dessa maravilha foi o meu irmão.

37) Meu irmão sempre foi melhor que eu nos jogos do Mega Drive, me levava pra jogar com os vizinhos, me levou para as locadoras para jogar nos aparelhos mais modernos da época. É a melhor memória que eu tenho com ele.

38) Quando meu irmão jogava Resident Evil 2 no N64 ele sempre jogava comigo porque eu sabia inglês melhor que ele e eu traduzia as frases e falas do jogo pra ele.

39) Embora eu tenha demorado pra gostar do jogo e jogar eu mesmo porque era um jogo de terror e violência gráfica ao qual eu nunca tinha visto antes, hoje RE2 é meu jogo de terror favorito.

40) Eu aprendi inglês com as aulas normais na escola a partir da quinta série mas também assistindo bastante filmes legendados em fita cassete, combinado também com um breve curso que eu fiz durante um ano.

41) Apesar de hoje em dia eu exercitar bastante o meu inglês assistindo youtubers estadunidenses e, claro, jogando jogos, eu considero o meu nível intermediário, consigo escrever textos e fazer conversas básicas.

42) À parte do inglês eu já tentei aprender alemão e japonês! O primeiro tinha um programa na TV Cultura sobre isso, e o segundo foi num tempo em que eu escutava bastante música de animes.

43) Eu ainda não cursei faculdade, mas quero muito fazer uma de Design de Jogos ou mesmo Design Gráfico.

44) Já fiz curso profissionalizante de informática, as aulas de hardware, programação e web design combinado com minha grande paixão me inspiraram a seguir essas carreiras.

45) Atualmente eu penso muito em me mudar, sair da casa dos meus pais e ter meu próprio cantinho. Estou trabalhando muito duro para isso, e a monetização do blog faz parte do meu esforço.

46) Na minha casa eu me preocuparia em ter o necessário mas também coisas que eu sempre quis ter na casa dos meus pais, vide meu prazer por eletros comentada lá em cima.

47) Meu maior desafio hoje em dia é não procrastinar, eu trabalho em esquema 12×36 e os dias que eu fico em casa eu raramente sou produtivo, por isso estou aqui.

48) Minha comida favorita é frango, por mim não existiriam as outras carnes! Óbvio que eu como mais coisas, mas frango é de longe o que eu mais gosto.

49) Eu bebo muito leite, mas muito leite mesmo, só não tanto quanto água mas na hora da fome e poucas opções, um leite com café ou com chocolate já me são um quebra galho.

50) Eu acredito muito na força de vontade e determinação para eu ter as coisas que eu tenho. Se você também acredita corra atrás dos seus sonhos 🙂

Obrigado por terem lido até aqui. Espero que minhas postagens sobre meu dia a dia sejam tão interessantes quanto minhas postagens sobre games. Nos vemos na próxima.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s