Como é ter Asperger?

Anúncios

Criei um canal no YouTube


Cedi ao mundo da criação de conteúdo em vídeo, comecei um canal no YouTube. Seria esse o fim do Super FOG vs? Óbvio que não! Eu jamais abandonaria o meu “porto seguro” nesse mundo louco da internet, este blog é um dos meus tesouros mais preciosos, onde eu empenhei a maior parte da minha habilidade de criar conteúdo, além de, claro, eu ainda ser mais habilidoso com a escrita do que de falar com uma câmera.

Basicamente, a idéia de um canal no YT era algo que eu considerei por muito tempo mas sempre me faltou coragem, hoje eu moro sozinho e a solidão nessa nova vida me trouxe um problema chamado procrastinação! Os dias em que eu não trabalho eu procrastino em níveis preocupantes, então gravar vídeos para o YouTube vão ser pra mim mais uma ocupação e uma maneira de externalizar minhas opiniões do que uma atividade plena. Óbvio que eu vou me empenhar e levar à sério essa ocupação, óbvio que eu vou me esforçar para ter meu canal monetizado e gerar receita, porque mesmo sendo algo que eu estou fazendo para não procrastinar, isso, assim como o blog, são coisas que quero interpretar como trabalho! Acho que isso também é a chave para o sucesso de qualquer empreitada, se quiser que dê certo, encare como um trabalho!

Aguardo sua inscrição. 😉

Respeitem o Terry Bogard em Smash Bros.

Se você não conhece essa verdadeira lenda dos jogos de luta, se você perdeu mais tempo ovacionando uma insignificante roupa de Mii Gunner do que um verdadeiro novo lutador, se você mal sabe que empresa é a SNK ou os jogos que ela já produziu, se você sabe o que uma cambada de fanboys está aprontando no Reddit e no 4chan neste momento, este texto é sob medida para você! Continuar a ler

Super FOG vs. Banjo-Kazooie

Como celebração à chegada de Banjo & Kazooie em Super Smash Bros. Ultimate,trago-lhes este review deste super clássico!

Introdução: O Nintendo 64 foi o console da Rareware! Eu gosto de afirmar isso mesmo com a existência de Super Mario 64 e Ocarina of Time, simplesmente porque foi o console que modelou a Rareware que conhecemos e hoje somos fãs apesar da venda para a Microsoft em 2002, mas ainda em 1995 a equipe de Steve Mayles, que modelou a franquia Donkey Kong como conhecemos hoje, começou a trabalhar em um projeto completamente autoral e mais ambicioso, um RPG co-denominado “Dream: Land of Giants”, protagonizado por um garoto de espada e um cachorro, pasaria por diversas mudanças de design até se tornar o platformer 3D que impulsionou o sub-gênero “collectathon” às alturas e ajudou a Rare a criar uma identidade separada da Nintendo.
Ironicamente, Banjo-Kazooie não foi o primeiro jogo do Banjo, o personagem já havia feito uma pré-estreia em Diddy Kong Racing, o que funcionou maravilhas pra que as pessoas reconhecessem seu jogo mais facilmente nas prateleiras. Continuar a ler