Joguinhos são tão bons para o ego machista. Volume 2

Aquele momento que você acha que não precisa mais escrever sobre um assunto que você odeia por achar que reverberar tweets, posts do Face e vídeos do YT já são o suficiente para esclarecer seu ponto de vista sobre determinado assunto, mas esse teve que vir em caráter extraordinário em razão de toda a baixaria que se desenrolou desde o princípio.

Continuar a ler

Anúncios

Joguinhos são tão bons para o ego machista

No novo jogo Mortal Kombat 11, a mais nova geração de uma franquia clássica, temos muitas personagens femininas que vão das velhas conhecidas Sonya, Kitana e Mileena à novatas como a Cassie, todas retratadas como lutadoras, especialistas em dar porrada nos adversários e munidas com seus próprios estilos para que assim sejam escolhidas pelos jogadores, certo? Continuar a ler

Uma dose caprichada de sal, por favor!

Antes de começar o texto, feliz 2019 à todos, espero fazer desse um ano melhor do que o passado para este humilde blog, agradeço seu apoio e sua leitura.

Você sabe perder? Você sabe encarar a derrota como algo que te fortalece? Quando você está em uma situação de competição você pensa obsessivamente em ganhar? Eu já escrevi um texto antes sobre o que eu penso da derrota, você pode conferí-lo no link acima, o foco da vez é sobre a reação das pessoas ao seu redor diante da sua frustração.

Continuar a ler