Bayonetta na EVO e o fim do S4 competitivo

Já começo o texto avisando que eu vou dar rage em vários parágrafos. Abaixo segue uma coletânea de pensamentos sobre o acontecido nas finais de Smash 4 da EVO que aconteceram no sábado, se você não é familiar com Smash competitivo eu sugiro ignorar esse texto.

Continuar a ler

Anúncios

Por que a Bayonetta é tão odiada em Smash Bros.?

O texto a seguir é sobre Smash Bros. competitivo, se isso não te interessa, ignore-o.

Eu não gosto muito de trazer intrigas da comunidade de Smash para o meu blog, mas esse é um assunto quente desde aquela transmissão memorável de dezembro.

A personagem Bayonetta, da série homônima de jogos de hack ‘n’ slash que eu já analisei aqui, está entre os personagens de Smash Bros. desde o seu lançamento na primeira semana de fevereiro, e desde então ela vem causando um rebuliço de proporções colossais na comunidade, especialmente na base competitiva. Continuar a ler

O hype foi contemplado. Obrigado Sakurai

Dia 15 de dezembro de 2015, dia da transmissão final de Super Smash Bros. for Nintendo 3DS/Wii U, o dia em que a última rodada de DLCs seria anunciada, um dia que eu estive muito ansioso pela sua chega pois não somente teríamos detalhes sobre o previamente anunciado Cloud mas também saberíamos quem seriam os newcomers eleitos pelo Fighter Ballot iniciado em Março e terminado em Outubro. Continuar a ler

Cloud Strife no Smash Bros. O damage control é livre!

Se você não assistiu ao Nintendo Direct na noite de novembro e só queria saber de Smash, esse trailer é a única coisa que te interessa. O time de Smash Bros. apenas quebrou a quarta barreira com a inclusão de ninguém menos que Cloud Strife, protagonista de Final Fantasy VII ao roster de Super Smash Bros. como um DLC. Essa adição transpôs uma barreira implicita por fãs sobre a inclusão de third-parties com relações fortes com a Nintendo, Cloud tem de longe uma relação fraquíssima, tão fraca quanto a do Snake, de fato, com aparições que se resumem à cameos dentro de jogos como Kingdom Hearts, Theatrythm e Bravely Default. Não somente isso, Cloud é o protagonista do primeiro Final Fantasy lançado fora da Nintendo desde Final Fantasy VI para SNES, o protagonista do Final Fantasy que estabeleceu as bases da série nas plataformas da Sony. Então de certa forma, as reações mistas são até esperadas. Continuar a ler