E-sports, autistas e a reclamona do Flamengo

Aviso para um rant pesado, porque eu vou me estressar e ficar com raiva escrevendo este texto aqui, é um assunto que tem mais a ver com a minha condição mental do que com games.

Continuar a ler

Anúncios

Uma dose caprichada de sal, por favor!

Antes de começar o texto, feliz 2019 à todos, espero fazer desse um ano melhor do que o passado para este humilde blog, agradeço seu apoio e sua leitura.

Você sabe perder? Você sabe encarar a derrota como algo que te fortalece? Quando você está em uma situação de competição você pensa obsessivamente em ganhar? Eu já escrevi um texto antes sobre o que eu penso da derrota, você pode conferí-lo no link acima, o foco da vez é sobre a reação das pessoas ao seu redor diante da sua frustração.

Continuar a ler

Super FOG vs. Super Smash Bros. Ultimate

Introdução: Até que enfim, Super Smash Bros. Ultimate está aqui! Embora a espera não tenha parecido longa devido ao seu anúncio em março deste ano, este jogo esteve em desenvolvimento por longos 2,5 anos em silêncio, diferentes das duas iterações anteriores que foram anunciadas antes mesmo de começarem a serem desenvolvidas. Porém não é apenas o fato de o time de Masahiro Sakurai trabalhar em silêncio por tanto tempo que surpreende mas sim como Smash consegue crescer mais e mais em conteúdo.

Continuar a ler

Smash competitivo e sua listagem de stages.

Esse fim de semana eu estava mexendo no Twitter e me deparei com esta postagem aqui:

Não é de hoje que existe um certo “conflito” entre fãs de Smash que jogam de forma casual e jogadores competitivos, sempre com alguma pessoa de um dos lados querendo impor um “jeito certo” de jogar. Eu espero com este texto elucidar o máximo de pessoas possivel.

Continuar a ler